Regulamento dos Jogos Regionais do Estado de São Paulo – Jogo de Damas

Regulamento dos Jogos Regionais do Estado de São Paulo - 2015

XXIII – DA MODALIDADE DE DAMAS

Artigo 112 – Poderão ser inscritos até 10 (dez) damistas, definidos conforme o Artigo 115, e os mesmos deverão ser escalados em cada rodada conforme parágrafo único do mesmo Artigo.

Parágrafo Único: As equipes somente poderão iniciar qualquer MATCH quando possuírem no mínimo 3 (três) damistas devidamente escalados. Se não tiverem atleta do sexo feminino ou nenhum atleta de até 23 anos poderão jogar normalmente e terão esse(s) tabuleiro(s) perdido(s) por W.O.

Artigo 113 – Será realizado Congresso Específico obrigatório da modalidade (uma hora antes o início da primeira rodada) e este versará sobre a escalação das equipes, emparceiramento e demais detalhes que forem necessários.

Parágrafo Único: O município que não comparecer ao Congresso Específico ou na primeira rodada em que estiver emparceirado no Sistema Suíço estará eliminado da competição.

Artigo 114 – A primeira rodada terá início programado sempre uma hora após o horário marcado para início do Congresso Específico e no emparceiramento da 1a rodada será utilizado o RATING da Federação Paulista do Jogo de Damas atribuindo aos jogadores sem RATING um provisório de 1.600 pontos, ignorando RATINGS inferiores a esse patamar. Para as demais rodadas o critério para emparceiramento será o da Federação Paulista de Jogo de Damas.

Artigo 115 – No Congresso Específico o responsável pela equipe deverá confirmar e indicar a ordem de seus tabuleiros. Não o fazendo, deixará a cargo de a direção tomar por base a ordem entregue quando da inscrição, ou seja, pela Relação Nominal, e as equipes deverão optar obedecendo ao seguinte quadro:

1. Livre feminino 06 - Livre de qualquer sexo

2. Livre de qualquer sexo 07 - Livre de qualquer sexo

3. Até 23 de qualquer sexo 08 - Livre de qualquer sexo

4. Até 23 de qualquer sexo 09 - Livre de qualquer sexo

5. Livre de qualquer sexo 10 - Livre de qualquer sexo

Parágrafo Único: A escalação dos titulares em todas as rodadas deverá obedecer a seguinte ordem:

1º tabuleiro 64 casas feminino;

2º tabuleiro 64 casas de qualquer sexo;

3º tabuleiro 64 casas de qualquer sexo;

4º tabuleiro 100 casas de qualquer sexo;

5º tabuleiro 100 casas de qualquer sexo;

6º tabuleiro 100 casas de qualquer sexo;

Artigo 116 – Prevalecerá o sistema de substituição livre, sendo que em todas as rodadas a equipe deverá ter no mínimo 2 (dois) atletas até 23 anos sentados jogando em quaisquer dos 6 tabuleiros.

Parágrafo Único: As equipes terão prazo de 10 (dez) minutos antes de cada rodada para indicar os jogadores que estarão disputando as partidas referentes à mesma. O não cumprimento desta disposição obrigará a equipe a disputar a rodada com seus tabuleiros titulares, já confirmados ou ordenados no início da competição. O mesmo jogador que realizou a primeira partida do micro match é obrigado a disputar a segunda partida e se não o fizer perderá a mesma por W.O.

Artigo 117 – A competição obedecerá as seguintes normas de emparceiramento:

a) Sistema "SCHURING", quando o número de municípios participantes for até 8 (oito), sendo obrigatória sempre que as duas equipes de maior Rating sejam emparceiradas na última rodada;

b) Sistema "SUÍÇO", quando o número de municípios participantes for superior a 8 (oito), sendo em 5 (cinco) rodadas quando o número de municípios for de 9 (nove) e 10 (dez), 6 (seis) rodadas, com 11 (onze) e 12 (doze) e em 7 (sete) rodadas quando o número de municípios for a partir de 13 (treze).

Artigo 118 – O ritmo de jogo para o tabuleiro de 64 (sessenta e quatro) casas será de 1h (uma hora) e para o tabuleiro de 100 (cem) casas será de 2 (duas) horas para que cada jogador complete sua partida em sistema Nocaute, sendo utilizadas para os 5 (cinco) minutos finais as Regras do CODEX da Federação Paulista de Jogo de Damas. Os jogos no tabuleiro de 64 (sessenta e quatro) casas serão disputados no sistema "micro-matches", cabendo às equipes emparceiradas jogar 2 (duas) partidas entre si, devendo o primeiro desses matches ter seu início no horário programado e no tabuleiro de 100 (cem) casas serão disputados em partida única.

Parágrafo Primeiro: Para as disputas no tabuleiro de 64 (sessenta e quatro) casas da Primeira e Segunda Divisão (Jogos Regionais e Jogos Abertos), será utilizada a “Tablita” para os tabuleiros 1 (um), 2 (dois) e 3 (três).

Parágrafo Segundo: A segunda partida individual de cada micro-match deverá ter seu início imediatamente após o término da primeira partida.

Parágrafo Terceiro: A entrega das planilhas deverá ser de forma imediata após o término da partida, sendo de responsabilidade do atleta vencedor ou de quem jogou com as peças brancas em caso de empate.

Artigo 119 – Às equipes que não forem emparceiradas no Sistema Suíço em qualquer rodada será atribuído 1 (um) ponto de match e 06 (pontos) de tabuleiros.

Artigo 120 – O critério de pontuação será de pontos por equipe: 3 (três) vitória; 1 (um) empate; 0,5 (meio) derrota e 0 (zero) W.O., sendo vencedora a equipe que somar o maior número de pontos por match em disputa.

Artigo 121 – A ordem dos critérios de desempate para o Sistema Schuring obedecerá a seguinte sequência:

a) Confronto direto (apenas entre duas equipes);

b) Soma de pontos por match;

c) Melhor pontuação de match obtida no 1o tabuleiro em toda a competição;

d) Melhor pontuação de match obtida no 5o tabuleiro em toda a competição;

e) Melhor pontuação de match obtida no 4o tabuleiro em toda a competição;

f) Melhor pontuação de match obtida no 3o tabuleiro em toda a competição;

g) Melhor pontuação de match obtida no 2o tabuleiro em toda a competição;

h) Melhor pontuação de match obtida no 6° tabuleiro em toda a competição;

i) Sorteio.

Artigo 122 – Os critérios de desempate para o Sistema Suíço serão os seguintes:

a) Confronto direto (apenas para duas equipes empatadas);

b) Soma de pontos por match;

c) Escore acumulado de pontos por equipe;

d) Escore acumulado corrigido de pontos por equipe;

e) Milésimos totais (menos o pior) de pontos por equipe;

f) Milésimos medianos de pontos por equipe;

g) Sorteio

Artigo 123 – A tolerância será de 60 (sessenta) minutos em relação ao horário programado para início da rodada para se configurar o W.O. por equipe e 60 (sessenta) minutos após o início efetivo de cada partida de cada rodada para se configurar W.O. individual, tanto em 64 (sessenta e quatro) como em 100 (cem) casas, com o relógio acionado.

Artigo 124 – Após o encerramento de cada partida, todos os jogadores disputantes ficam obrigados a entregar à mesa de controle as suas planilhas devidamente anotadas e assinadas.

Artigo 125 – Salvo o que dispõe o presente Regulamento, a competição obedecerá às regras do CODEX da Federação Paulista de Jogo de Damas.

Artigo 126 – Cada equipe será representada por um capitão (sendo um dos jogadores da equipe, mesmo que não esteja escalado para jogar na rodada), que deverá acompanhar seus respectivos jogadores, bem como notificar e ser notificado de qualquer decisão em relação a sua equipe e ao final do MATCH deverá verificar e assinar a súmula dos jogos junto à mesa de controle.

Artigo 127 – Todos os participantes deverão portar peças e relógios necessários às partidas em disputa em cada MATCH.

Parágrafo Único: Fica a critério da direção técnica da competição estabelecer se as peças, relógios e tabuleiros apresentados possuem ou não caráter oficial.